Montando uma Tele Caseira

Hoje mostrarei uma guitarra feita em casa por uma pessoa que resolveu, por conta própria, construir um modelo Telecaster e depois mandou para a Pauleira Guitars finalizar, fazer alguns ajustes e regular o instrumento.

O instrumento chegou com o corpo e o braço já confeccionados na medida do conhecimento alcançado através de informações virtuais, emails, conversas…

Braço: Mogno
Escala: Rosewood
Corpo: Semi Sólido – Mogno com top de Maple e longarinas corrigindo uma emenda descentralizada – excelente solução.
Captadores: Malagoli Mini Humbuckers braço e ponte
Escudo Tortoise sanduiche – jack instalado no escudo
Ponte Tune-o-Matic
Moldura do captador da ponte: feita a mão (acrílico)
Friso preto no corpo
Tensor barra dupla com ajuste no final do braço
Tarraxas Grover

Notem que existe uma sobra no final da escala. Mas as medidas em relação a divisão dos trastes e posicionamento da ponte estava correta.

Parte elétrica nivel médio – ele utilizou um push pull, chave 3p, jack no escudo, havia feito a blindagem e tudo estava devidamente aterrado.

E ainda por cima fez questão de colocar um friso preto para um retoque final. Um desafio e tanto para uma primeira guitarra espontânea!

Tivemos que fazer alguns ajustes. Entre eles refazer todo o contorno do instrumento para tirar imperfeições e acertar a simetria.

As tarraxas haviam sido “adaptadas” de acordo com as furações – feitas com furadeira manual – para que coubessem em linha.

O escudo estava sem acabamento e assimétrico em relação aos contornos do corpo.

Para dar início aos trabalhos, desmontamos rapidinho todo o instrumento a fim de começar pela parte mais tensa: acertar shapes, imperfeições na madeira e contornos.

O corpo sofreu muitas alterações no momento de ajustes.

E todas as peças foram tiradas com cuidado.

Escudo desmontado: foi necessário acertar o chanfro de todo o contorno. A sorte é que ainda estava lá o plástico de proteção, o que ajudou bastante o acabamento final do trabalho.

O braço e o headstock também passaram por umas boas lixadas para acertar o formato.

Em algumas regiões, ficaram as cavidades onde estava instalado o friso…tivemos que removê-lo afim de acertar toda a lateral que possuía muitas irregularidades.

E assim ficou o acabamento final para o envernizamento.

A Music Kolor fez o serviço de acabamento, envernizamento e nossa solução foi fazer um friso preto na pintura. O que deu um resultado muito bom. E mais prático.

O corpo já montado, com parte elétrica instalada e escudo finalizado. Procuramos manter o formato e a configuração criada anteriormente para não despersonalisar a guitarra feita em casa.

Leve rebaixo da ponte para diminuir a ação das cordas que estava bem alta.

Nut novo (de osso), cordas novas, rebaixadores…mas mantivemos as tarraxas adaptadas.

Pinos de correia, regulagem final e limpeza.

12 thoughts on “Montando uma Tele Caseira

  1. AlmoBrother

    Gostei do projeto, principalmente por utilizar algo fora do trivial, tipo da ponte, escala incompleta em um lugar que nem dá para alcançar direito mesmo. Parabéns a ambos.

  2. Kvix

    Realmente incomum por aqui… muito bacana… o vídeo “corrido” ficou hilário (rs…)

  3. Vicenzo

    Excelente vídeo e a guitarra ficou linda. parabéns para o dono que teve a ousadia de entrar nessa sozinho. Ainda vou construir minha tele, mas acho que o corpo e o braço eu já compraria pronto 🙂

  4. Rodrigo Saab

    A agora descobri quem comprou todos os mini humburckers da malagoli, eu ia comprar um e ja não tinha mais. Rsr!! 

  5. TOM

    Oi Paula, como sempre lindo trabalho.

    Sugestão, que tal um post sobre semi acusticas?

    Enfim, te mandarei em seguida umas fotos de uma blues 3000 da tagima que estou relicando, caseiramente! hehehe

    Eu acho linda, alguns acham loucura, só falta pinta o headstock de preto e colocar as tarraxas da wilkinson tulipas… que tal?

    abração!!!

  6. Jhon Teixeira

    Muito bacana o serviço Paula, e felicitações para a pessoa q construiu, pois logo de cara realizou um trabalho bem complicadinho he he

    abraços 

  7. Paulo May

    Belo exemplo das diferenças entre um trabalho amador (sem desmérito, pelo contrário) e outro, profissional, focado e eficiente.
    E que macetão esse de usar um martelo pra retirar os pivôs, hein? 🙂 Há se eu tivesse visto isso antes 🙂
    Parabéns Paulinha!

  8. Alexandre

    Olá Paula, sou um curioso que se mete a fazer algumas coisas no ramo da luthieria, estou me atrevendo a fazer uma explorer neckthru, usei uma longarina de roxinho de 1,5cm de largura no meio e laterais em cedro-rosa, assim como as laterais do corpo, gostaria de saber se a escolha que fiz foi inteligente ou o fato do cedro-rosa ser uma madeira não tão dura como mogno ou maple pode gerar problemas futuros nessa guitarra?

  9. Rodrigo Born da Silva

    Gostaria de parabenizar o construtor, pois foi um projeto ousado para uma primeira guitarra e eu admiro muito um bom trabalho artesanal e esse ficou excelente. Pode-se observar o bom trabalho principalmente após a finalização, acabamento e regulagem feita pela Pauleira. Achei fantástico, eu nem conseguiria chegar perto do resultado dele. Parabéns ao artesão e a Pauleira, ficou linda!!!

    1. Pauleira

      Valeuuuu Rodrigo!!!
      Um abraço

Deixe uma resposta

This is a demo store for testing purposes — no orders shall be fulfilled. Dispensar