Customização

Les Paul Kitty

Aqui na Pauleira, não existe distância para customizar seu instrumento.

E este veio diretamente de Imperatriz (Maranhão)!

kitty1
Viagem longa e cansativa!

Apresentamos a guitarra Kitty….what???

kitty2
Shelter Les Paul – chegou inteira!

Alguns instrumentos já chegam com apelidos, o que agiliza ainda mais nosso trabalho! hehe

“O nome Kitty vem de uma personagem dos X-Men, a Lince Negra, que se chama Kitty Pride.

Ela é uma adolescente de 15 anos. Tem uma versão em desenho chamada ‘Wolverine e os X-Men’, e a Kitty desse desenho é extremamente irônica e engraçada.” Dirceu Melo.

Segundo seus relatos sobre o porque do apelido da guitarra, ele diz se identificar com o estilo da personagem e foi uma forma de homenagear a guitarra nova (na época em que comprou).

“O legal é que meus amigos, familiares, e todo mundo só a chamam pelo nome. Acho legal isso, pq não é uma simples guitarra, é a Kitty! kkkkkkk” (Dirceu Melo).

Ok, então vamos ao trabalho de transformação “mermão…” (certo, maranhenses?!).

kitty3

Aí voce começa a agitar a ansiedade sobre-humana e começam a chegar caixinhas por aqui para contemplar a famosa Kitty que veio passar uma temporada em São Paulo.

kitty4
Captadores Gibson 490R e 498T

 

O lance aqui além de turbinar o visual, é turbinar o timbre.

 

kitty5

 

Projeto encaminhando, todo mundo aqui já tratando a guitarra pelo nome de batismo, agora é só encaminhar para a seção de tratamento intensivo…

 

kitty6

 

E é nesse momento que a gente vai descobrindo alguns segredos.

 

kitty7

 

A primeira etapa do tratamento intensivo era preparar o instrumento para mudança visual. Portando retiramos toda tinta original e, para nosso desespero, existia uma fina camada de folha no top para disfarçar as emendas do corpo…Sendo que nosso propósito era trabalhar os veios…mas eles simplesmente não contribuíram para esta missão…ok, daremos um jeito Pauleira nisso.

 

kitty8

 

Levamos apenas alguns minutos para fazer toda essa bagunça…e muitos outros para lixar o acabamento original da guitarra!

 

kitty9

 

Rebaixamos o corpo na parte traseira para facilitar o acesso à região final da escala.

 

kitty10

 

Redefinimos o shape do braço que era mais espesso, para um formato mais fino e confortável.

 

kitty11

 

E assim ficamos lixando insanamente até dar os cinco minutos e falarmos: Chega, tá bom!

 

kitty12

 

Na pintura, mantivemos a cor avermelhada na parte traseira do corpo.

 

kitty13

 

Nas laterais e no rebaixo de acesso à escala utilizamos o preto. Mantivemos o friso, com um leve tingimento. Tudo fosco!

No top, fizemos algumas marcas leves, mais escuras, para simular veios de madeira e ao mesmo tempo, encobrir algumas imperfeições que foram aparecendo durante a preparação do instrumento na hora de lixar.

 

kitty14

 

Recebemos os desenhos do Dirceu para confecção dos decalques que honrariam o nome da Kitty em Prata e Dourado.

 

kitty15
Aplicação dos decalques no headstock

 

Em se tratando da Kitty, tudo é necessário para uma vida longa e próspera:

 

kitty16
Blindagem das cavidades.

 

kitty17
Fios de pano, fios blindados, potenciômetros Gibson, chave Gibson…

 

Além do nivelamento dos trastes, regulagem e alteração de escudos, tampas e knobs para preto.

Vejam só como ficou mais Kitty ainda!

 

kitty18

kitty19

kitty20

kitty21
Tampa do tensor com mensagem subliminar! =D

 

Depois que a guitarra já estava quase sendo embalada para o envio, recebemos a informação que havíamos esquecido de fazer uma nova tampa para o tensor com o logo da Pauleira e que fora isso o projeto estava ótimo…

Até este momento ele estava achando que não cumpriríamos com nosso combinado!

Aí está Dirceu! É com grande prazer que deixamos nossa marca para você lembrar do carinho com o qual trabalhamos com você neste projeto! =D

 

kitty22
Kitty – ANTES

 

kitty23
Kitty – DEPOIS

 

Muito mais bonita. Muito mais exclusiva. Muito mais Pauleira. Muito mais Kitty!

19 comentários sobre “Les Paul Kitty

  1. Paula ficou linda essa Lespaul!!! É esse tipo de guitarra que dá vontade de tocar de verdade, pegar pesado sabe?? kkkkkkkkk parabens!! tudo orna!!

  2. Nem consigo expressar o tamanho da minha alegria na realização desse projeto! Suas sugestões e dicas foram cruciais, e o detalhe da tampa do tensor (que eu n tinha visto ainda) ficou incrível! Não gosto de usar a palavra perfeição mas não consigo ver um defeito! Melhor do q eu esperava. Já já com ela em mãos será um sonho realizado! Obrigado Paula e Fábio, vcs são sensacionais!

  3. Parabéns!!! Belíssimo trampo!!!! Gostaria de ter uma ideias e quanto eu gastaria para fazer exatamente a mesma coisa com a minha Shelter. Grande abraço

  4. Caramba… é tudo de bom!!! Gostei sobremaneira de ver: A) o rebaixo da base do braço B) Afinamento do braço C) Blindagem das cavidades, Alteração da cor
    Gostaria de saber quanto tempo foi gasto nessa transformação. Dependendo, quero começar a conversar com vc para vc customizar minha Les Paul Dolphin. Eu gosto muito dela, mas quero algo mais personalizado em um monte de coisas… isso é possível?
    Abraço e aguardo ansiosamente suas respostas!
    Parabéns!!!

  5. Olá, Paula e equipe. Primeiro, parabéns pelo excelente trabalho. Segundo: tenho uma Gibson Les Paul Studio worn faded. É possível customizá-la colocando binding no corpo e escala? Gostaria de fazer o orçamento.
    Abs

    1. Oi Leonardo, obriagado por acompanhar!! Infelizmente nós não fazemos trabalho de colocação de frisos em instrumentos prontos, principalmente em uma guitarra com relevos, porque a ferramenta que faz a cavidade depende de uma superfície plana para trabalhar. Abraços!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *